qui. fev 21st, 2019

Nova Honda XRE 190 chega com novo motor, veja preço e fotos

A nova aposta da Honda chega sem fazer muito alarde, a Honda lançou uma versão de entrada para a linha XRE, a 190. Abaixo da conhecida XRE 300, ela mantém a proposta trail, mas com motorização menor e ares ligeiramente mais urbanos. Vendida em versão única, equipada com ABS de série, a nova moto custa R$ 13.300. As únicas opções são as cores, verde, preta ou vermelha.

xre-190-preco-consorcio-financiamento-taxa-zero-cores

O visual é inspirado na irmã maior XRE 300, com para-lamas curto, pneus de uso misto, escape alto e carenagem com linhas angulosas. O painel é digital e traz velocímetro, conta-giros, nível de combustível e luzes espia agrupados num pequeno cluster à frente do guidão. O tanque tem capacidade de 13,5 litros.

O motor é um novo monocilídrinco de 184 cm³ arrefecido a ar e com injeção eletrônica. Flexível, rende até 16,4 cv a 8.500 rpm e 1,66 mkgf a 6.000 giros com etanol no tanque. O câmbio tem cinco marchas e a transmissão é por corrente. A partida é elétrica.

xre-190-valor

FREIOS ABS DE SÉRIE

Uma novidade que estreia na XRE 190 é o ABS de série de 1 canal para essa faixa de cilindrada, já se enquadrando nas futuras regras que exigirão ABS ou CBS, dependendo da cilindrada, para todas as motos no Brasil. Até então, apenas o scooter Yamaha Nmax 160 tinha ABS de série nessa faixa, mas nas duas rodas.

A diferença é que o ABS da XRE 190 está presente apenas na roda da frente, enquanto na traseira, o sistema é apenas a disco e simples.
Offroad.

xre-painel
O painel de instrumentos é totalmente digital e oferece informações do marcador de combustível, tacômetro, velocímetro, hodômetros total e parcial, além de indicações para todo o funcionamento do modelo.

A moto possui roda de 17 polegadas na traseira e de 19 polegadas na dianteira. Além disso, os pneus são de uso misto, o que ajuda em deslocamento.
As suspensões são mais longas, quando comparados a modelos 100% urbanos, como as CGs. Na dianteira, a moto tem amortecedores de 180 mm de curso e, na traseira, o amortecedor é de 150 mm.

xre-190-2017-2018

Leve, com apenas 127 kg, a nova moto tem suspensões convencionais, com garfo duplo na frente, de 160 mm de curso, e braço simples atrás, com 150 mm curso. O guidão alto promete conforto na pilotagem na cidade, onde a XRE 190 deve passar a maior parte do tempo. O assento está a 83,6 cm do chão em seu nível mais baixo. Os freios têm bem-vindos discos de 240 mm na dianteira, com ABS de série, e 220 mm na traseira.

 

NOVO MOTOR

Toda a moto foi feita a partir do zero, afirma a montadora, que já começou a produção em Manaus. O inédito motor flex de rende 16,4 cavalos de potência máxima a 8.500 rpm e 1,66 kgfm de torque a 6.000 rpm.

xre-motor
O novo modelo é equipado com um motor monocilíndrico de 184,4 cm³, 4 tempos, duas válvulas e refrigerado a ar, com tecnologia FlexOne (bicombustível) e alimentação por injeção eletrônica multiponto PGMFI, capaz de gerar 16,4 cv com etanol e 16,3 cv com gasolina, a 8.500 rpm, e torque de 1,66 kgfm e 1,65 kgfm, respectivamente, a 6.000 giros. Junto a ele está um câmbio de cinco marchas. O sistema de partida é elétrico e a transmissão final é realizada por corrente.

De acordo com a empresa, o foco do desenvolvimento do motor foi no consumo, apesar de a marca não divulgar os números. Seu tanque é 13,5 litros e o peso a seco da moto é de 127 kg.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *